.

Deputado defendeu o armamento dos fazendeiros, em Campina Grande, “porque cartão de visita para invasor é o rifle 762”

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) voltou a incitar a população contra movimentos sociais de luta pela terra, em particular o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra. Durante palestra em Campina Grande (PB), nesta quarta-feira, repetiu sua defesa de porte de arma para todos os brasileiros, mas com objetivos específicos no caso dos camponeses:

– Nós confiamos na Polícia Militar, nós daremos porte de arma para todo homem de bem deste país. Nós temos que ter o povo armado para que se possa defender a sua democracia e a sua liberdade. (Para) os marginais do MST que param o agronegócio, vamos dar fuzil para o produtor rural porque cartão de visita para invasor é o rifle 762.

As informações são do Jornal da Paraíba, neste texto: “Bolsonaro defende porte de arma para todos e fuzil contra o MST“.

O Brasil é um dos países que mais matam camponeses e lideranças do campo.

Uma das organizadoras do evento disse que ele teria “a participação de juízes, promotores e líderes cristãos”. Os ingressos, a R$ 25, foram vendidos em uma loja da Calvin Klein.

Fonte: http://outraspalavras.net/deolhonosruralistas/2017/02/09/na-paraiba-bolsonaro-diz-que-vai-dar-fuzil-contra-marginais-do-mst/