.

Por Tamara Smoly

Cerca de 200 professores indígenas foram qualificados pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação e Esporte (SEE), desde dezembro de 2016. Participaram da formação educadores das etnias kaxinawa, yawanawa, katukina e shanenawa.

A qualificação se deu em nível de magistério e teve como objetivo a preparação de docentes e de gestores escolares.

A atividade incluiu ainda a formação de pessoas idosas, conhecidas por “sabedores” tradicionais das aldeias, que também contribuem na formação dos mais jovens.

Segundo a Coordenação de Educação Indígena da SEE, com o fortalecimento da educação nas aldeias houve a necessidade de preparar o indígena para administrar o ensino em sua região, já que a quantidade de alunos tem sido cada vez maior. Em 2016, eles eram 5,8 mil.

“A capacitação deixa o docente mais seguro e reflete positivamente nas comunidades, fortalecendo o ensino e reduzindo a evasão escolar”, frisa Paulo Roberto, coordenador da Educação Indígena.

A coordenação de Educação Indígena tem como principal objetivo subsidiar o professor nas aldeias, melhorando a qualidade do ensino. Também valoriza a língua materna indígena, preservando suas identidades e assegurando o ensino de qualidade às novas gerações.

Fonte: Educação oferece formação pedagógica e de gestão a profissionais indígenas « Notícias do Acre