.

Dois trabalhadores e a esposa de outro trabalhador caíram entre domingo e segunda-feira, em propriedades rurais; pelo menos dois deles foram soterrados

Em Tupanciretã (RS), na manhã do domingo, José Adriano Chaves Lopes caiu de um silo e morreu, aos 30 anos. Era solteiro e tinha oito irmãos. O município é o maior produtor gaúcho de soja. Confira aqui a notícia: “Santoangelense que residia em Capão do Cipó morre ao cair de silo em Tupanciretã“.

Ainda no domingo, em Alta Floresta (MT), uma mulher de 47 anos levava comida para o marido e caiu dentro de um silo de secagem de grãos. Estava com a filha. Foi puxada por uma esteira e morreu asfixiada. Aqui, mais informações: “Mulher morre após cair em silo de grãos em Alta Floresta“.

Na manhã de segunda-feira, em Bady Bassitt (SP), foi a vez de um trabalhador – também de 47 anos – morrer soterrado por farelo de soja. Ele foi verificar um problema de escoamento do produto, na Granja Barufi. A TV TEM, da região de São José do Rio Preto, noticiou o caso: “Trabalhador morre soterrado por soja em silo em Bady Bassitt“.

Fonte: http://outraspalavras.net/deolhonosruralistas/2017/02/21/em-dois-dias-tres-pessoas-morrem-em-silos-em-sp-mt-e-no-rs/