.

Há seis meses, eles ocuparam terreno particular às margens da BR-101. Funai disse que região é historicamente território de índios guaranis.

Do G1 Sul do Rio e Costa Verde

Índios da tribo Pataxó estão reivindicando parte de um terreno perto da praia do Iriri, em Paraty, na Costa Verde do Rio de Janeiro. Há seis meses, eles ocuparam o local, que é particular. Nesse tempo, ergueram barracas, começaram a criar animais, a plantar abóbora e mandioca, e fizeram até um campinho de futebol.

“Não dizendo que o [homem] ‘branco’ ele é errado, mas lá na cidade nossas crianças aprendem muitas coisas erradas. Aqui não, aqui nós vamos ensinar nossa cultura”, opinou o cacique da tribo Hãgüi.

“A gente quer que nossas crianças veve [sic] em nossa cultura, aprender o nosso ritual, faça nossa pintura, nosso artesanato, que é muito importante pra nós, e nossa terra, que é sagrada”, comentou a índia Nawã.

Os índios vivem a espera de uma definição e tentam manter vivas as tradições. De acordo com a Constituição Federal, eles têm direito a uma área onde possam viver e explorar recursos naturais. Foi colocada até uma placa no acostamento da BR-101 (Rio-Santos) para alertar a presença dos índios perto da praia do Iriri.

Antes de ocuparem o terreno, os índios pataxós estavam vivendo em casas alugadas no Parque Mambucaba, na cidade vizinha Angra dos Reis. Eles chegaram à Costa Verde há 12 anos, vindos do Sul da Bahia. Cerca de 120 índios estão vivendo aqui. Eles foram notificados pelo proprietário do terreno de que a área seria produtora de eucalipto e pupunha, informação que eles questionam. A ideia deles é permanecer no local.

Índios estão há 6 meses no terreno, nesse tempoarmaram barracas e começaram a plantar(Foto: TV Rio Sul/Reprodução)

“É uma área de fácil acesso, tem água com fartura e também nós pensamos na nossa alimentação. Pensamos também no fácil acesso para nossos idosos. Eles estão querendo construir um resort e nós não queremos isso. Não queremos que eles destruam nossa mãe. A natureza é a nossa mãe”, explicou o cacique Hãgüi.

Há dois meses, foi montada uma tenda que serve como consultório médico aos indígenas. Uma médica vai ao local duas vezes por mês. Eles também têm à disposição um carro da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai).

“Como nossos antepassados já passaram por aqui, viveram por aqui, esse foi o motivo de a gente estar ocupando nosso território”, disse um dos integrantes da tribo Apohinã.

A Fundação Nacional do Índio (Funai), disse que a região é historicamente território dos índios guaranis. Mesmo assim, afirmou que está fazendo um estudo para avaliar a doação da terra aos índios da tribo Pataxó. A Funai não deu um prazo para o fim desse estudo. Já o Ministério Público Federal (MPF) informou que está acompanhando o caso e busca áreas alternativas que possam abrigar a tribo indígena.

Fonte: G1 – Índios pataxós reivindicam área em Paraty, na Costa Verde do Rio – notícias em Sul do Rio e Costa Verde