.

Ato ocorreu na manha desta quinta (2) em frente à Sesai, em Boa Vista.
Objetivo é chamar a atenção do Governo Federal, diz secretária executiva.

Indígenas de pelo menos cinco etnias protestaram nessa quinta-feira (2) em frente à Secretaria Especial do Índio (Sesai) em Boa Vista contra a troca do titular da pasta, feita pelo governo federal no final de fevereiro. O ato foi pacífico e reuniu cerca de 50 pessoas.

Beto Goes, presidente do Conselho Distrital de Saúde Indígena Yanomami e Ye’kuana (Condisi), disse que o objetivo do protesto também foi fortalecer os serviços da Sesai e do Subsistema de Atenção à Saúde Indígena do Sistema Único de Saúde (SasiSUS).

Goes afirmou que a ação foi feita em conjunto com 34 conselhos do Brasil, por insatisfação da forma como o governo federal vem tratando a Saúde indígena.

“Tudo que for afetar nossa Saúde, precisa ser dialogado. Queremos que o governo faça esse diálogo com a gente, consultando nossos líderes tribais e nossas organizações”, disse.

Ele disse ainda que a mudança de gestores sem a consulta aos indígenas  acaba enfraquecendo a Sesai, como ocorreu com a mudança do titular da Sesai, pasta abrigada no Ministério da Saúde. Em fevereiro, Rodrigo Sérgio Garcia Rodrigues deixou a secretaria para que Marco Antônio Toccolini assumisse.

“Nossa secretária especial foi uma conquista dos povos indígenas do Brasil. Nosso subsistema SasiSus foi uma conquista do povo brasileiro com os demais líderes indígenas”, defende Goes.

Outro lado
À reportagem da Rede Amazônica em Roraima, a secretária executiva da Sesai no estado, Sofia Ambrósio, informou que a paralisação é pacífica e tem o objetivo de chamar a atenção do governo federal em relação às mudanças que estão ocorrendo em nível nacional e acabam prejudicando os grupos indígenas.

Em nota, o Ministério da Saúde informou que o novo secretário Especial de Saúde Indígena (Sesai), Marco Antônio Toccolini, tem vasta experiência na gestão pública, tendo sido secretário de estado do governo do Maranhão durante 11 anos.

“Na ocasião, Toccolini criou o Comitê Gestor das Demandas Krikati que tem como objetivo intermediar as reivindicações da comunidade indígena em parceria com a Funai, Ministério Público e outros órgãos envolvidos nas demandas indígenas”, citou um trecho da nota.

O Ministério disse ainda que é importante esclarecer que todos os projetos e ações da secretaria estão sendo executados com o apoio do corpo técnico, que tem a memória do trabalho, não havendo, portanto, prejuízo ao andamento dessas ações.

“Vale reforçar que o Ministério da Saúde mantém diálogo constante com a população indígena por meio de reuniões junto aos 34 Conselhos Distritais de Saúde Indígena (Condisi), o Fórum Permanente de Presidentes de CONDISI e demais lideranças indígenas de todo o país”.

 

Fonte:http://g1.globo.com/rr/roraima/noticia/2017/03/indios-protestam-em-boa-vista-contra-troca-de-titular-da-sesai.html