.

por FOIRN

Rodrigo Rodriguês, Secretário da Secretaria Especial de Saúde Indígena/ MS se compromete em solucionar os problemas da saúde indígena no Rio Negro. O secretário chegou à maloca ontem 22/22, as 19hs, no final do primeiro dia da XV Assembleia Geral e Eletiva da FOIRN.

“O Rio Negro estava esquecido pela SESAI, mas, agora não está mais, é a nossa prioridade para buscar solucionar os problemas junto com vocês. E queremos que a FOIRN, que é vocês, seja a o nosso principal parceiro nesse processo”, disse Secretário.

Lideranças presentes na maloca reafirmaram a situação da saúde indígena no Rio Negro, que precisa de soluções urgentes.

“O atendimento as comunidades indígenas aqui na nossa região é precário e  precisa ser solucionado o mais rápido possível”, disse Elizângela da Silva da etnia Baré.

“Quando falamos de problemas de saúde em São Gabriel da Cachoeira,  estamos falando dos problemas da saúde dos três municípios do Rio Negro – além de São Gabriel da Cachoeira, os mesmos problemas acontecem também em Santa Isabel do Rio Negro e Barcelos”, afirma Carlos Nery, liderança do médio Rio Negro.

Indicação do novo novo coordenador do DSEI – Alto Rio Negro é feito pela Assembleia Geral

dsc08076

Na manhã desta quarta-feira, 23/11, a primeira atividade da assembleia foi a discussão em grupos de trabalhos por coordenadorias regionais para apresentação de nomes para serem avaliados e definir e  indicar para a SESAI o nome para assumir a coordenação do DSEI – Alto Rio Negro.

Entre os três nomes apresentados e avaliados, André Fernando, liderança da etnia Baniwa foi o nome definido e que aceitou o desafio. “Ser liderança é enfrentar os desafios. E não vou fugir da minha responsabilidade, caso meu nome for indicado”, diz André.

Saiba mais: Processo de reestruturação do DSEI-ARN avança no Rio Negro: “Para nós, é sinal de esperança “, diz liderança indígena

FONTE: https://foirn.wordpress.com/2016/11/23/secretario-da-secretaria-especial-de-saude-indigena-ms-se-compromete-em-solucionar-os-problemas-da-saude-indigena-no-rio-negro/